Após tragédia, Vereador Pastor José Maria pede moção de repúdio contra a Vale

por pel publicado 05/02/2019 08h30, última modificação 19/02/2019 10h58

Após a tragédia que abalou o Brasil e assustou Minas Gerais, o vereador Pastor José Maria pediu uma moção de repúdio contra a mineradora Vale. Com um discurso bastante emocionando, durante a 1ª Reunião Ordinária, realizada na noite dessa segunda-feira, no plenário da Câmara Municipal de Pedro Leopoldo, José Maria lamentou as várias mortes em Brumadinho.

 “Quero pedir uma moção de repúdio a Vale do Rio do Doce. O que aconteceu no nosso Estado há alguns dias não foi um acidente, o que aconteceu foi um crime. Que matou centenas de pessoas, quero solidarizar as famílias que perderam seus entes queridos, parece que tem uma pessoa de Pedro Leopoldo. Que Deus abençoa os familiares que estão com esperança de achar os seus entes queridos. Conforme os dias vão passando, vai ficando mais difícil. Acreditamos que infelizmente muitos corpos não vão ser achados", destacou.

 O parlamentar acredita que o fato ocorreu pela obra da cobiça e ambição por sempre lucrar mais e pensar pouco nas vidas que acabaram.

 "O que aconteceu foi fruto da ganância, foi fruto de uma empresa mesmo sabendo o que aconteceu há três anos em uma associada da mesma não tomou as providências cabíveis para evitar esse crime tão terrível para o nosso Estado, para a cidade de Brumadinho, o crime que chocou o mundo. O meu pedido de repúdio é porque não vai haver centenas mortos, serão mais, a gente vê os Rios mortos, o Rio Paraopeba. Quantos dependem do Rio para a sua sobrevivência, eles também morrem. Os animais vão morrer. Fazendeiros vão morrer, agricultores dependiam dessas águas e não vão ter mais. Que o judiciário faça com que a Vale pague", completou.

 Após a reunião, o Pastor José Maria atendeu o pedido dos outros parlamentares, puxados por Leozão Ribeiro, e fez uma oração em homenagem as vítimas de Brumadinho.